Um dia na Clínica

 

“Acordei com o som dos pássaros e olhei pela janela: os primeiros raios de sol davam-me “bom dia”. Meu relógio marca 6h. Respiro profundamente o ar puro da serra e sinto-me feliz por ter decidido estar aqui. O aroma das plantas medicinais anuncia que meu chá fresquinho já está pronto.

Encontro-me com os outros hóspedes na sala de enfermagem, onde checamos os sinais vitais. Todos estão aqui pelo mesmo motivo: não queremos mais remédios, cirurgias, dores e sofrimento. Queremos Vida!

É hora de alongar os músculos e sair para uma agradável caminhada na natureza. Ao retornar, o desjejum está servido. Frutas frescas, pães e cereais, patês e geléias naturais, acompanhados de nozes e leite de amêndoas.

Sou direcionada para a sala de palestras. Gosto muito das reflexões da manhã. Elas alimentam a vida espiritual e me dão forças para seguir em frente, um dia de cada vez.

Até o almoço, uma variedade de atividades prazerosas preenchem meu tempo. Além da consulta médica, tenho hidroterapia, hidroginástica, passeios na horta e no jardim. Que tratamento diferenciado. O sorriso no rosto das pessoas é contagiante.

Meu estômago começa a pensar em comida: é claro, está na hora do almoço. Nunca pensei que a comida saudável pudesse ser tão bonita e saborosa. Saladas frescas da horta orgânica, tabule de quinoa, legumes no vapor, assado de palmito com azeitonas pretas e arroz integral com lentilha de puis. Mal posso esperar a aula de culinária. Ainda melhor do que comer bem é saber que vou aprender todos os segredos desta culinária maravilhosa.

Terminada a aula e a digestão, sigo novamente para uma tarde de atividades. Uma massagem relaxante precede a aplicação de cataplasmas de argila ou fubá. Nos momentos livres, leio um livro na beira da piscina ou embaixo de uma árvore. Passear no lago também me acalma.

O jantar é leve e cedo. Um caldo quentinho de legumes e torradas me satisfazem. Escolho comer pouco para estar alerta no momento da palestra. Durante uma hora, em linguagem simples e agradável, aprendo os segredos do corpo humano e do estilo de vida saudável. O caminho da recuperação da saúde nunca ficou tão claro para mim.

Eu não costumo dormir antes das 22h, mas após tantas atividades o sono vem mais cedo. Deito-me na cama feliz por estar num ambiente tão tranquilo, longe do barulho e da agitação das cidades. Meu coração transborda de gratidão a Deus pelo dom da vida. Fazia muito tempo que não me sentia tão feliz!”

Autor anônimo

Você está aqui: Home PROGRAMAS Um dia na Clínica