Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 43

Benefícios de se viver perto de áreas verdes

Benefícios de se viver perto de áreas verdesCom a rápida industrialização e urbanização, poucos de nós  vivemos em áreas de vegetação. No entanto, sempre foi algo muito relaxante e atraente observarmos parques e florestas. Três estudos recentes descobriram que viver perto de áreas verdes tem efeitos benéficos sobre a sua saúde e do seus filhos.Mais vegetação, mais saúde!

Em primeiro lugar, um estudo realizado em conjunto pela Universidade de Glasgow e da Universidade de St Andrews descobriu que viver perto de parques e florestas prevê um aumento global de saúde, um impacto que é independente da classe social.

Leia mais:Benefícios de se viver perto de áreas verdes

A importância da higiene

Higiene

A higiene é a melhor arma para a manutenção da saúde.

Manter limpos nossos corpos e o ambiente em que vivemos é tarefa individual  e indispensável.
Cada parte do nosso corpo tem características diferentes e precisa ser cuidada de uma maneira específica.

O BANHO
O banho diário é indispensável para eliminar as impurezas da pele, como também proporciona um ótimo relaxamento. Use bastante água, sabonete e uma boa esponja. Massageie todo o corpo; isso ajudará a limpeza, removerá as células mortas e ativará a circulação sanguínea, evitando problemas de pele como sarna e micoses. Seque bem todo o corpo.

 

 

Leia mais:A importância da higiene

O que você come de manhã?

  Dra. Daniela Tieme Kanno

   Esta é a primeira pergunta que faço ao investigar o estilo de vida dos meus pacientes. “Café com leite e pão com manteiga”, é a resposta da maioria. Ou “não costumo comer nada, só tomo um cafezinho...”

   Não damos a importância devida à refeição que deveria ser a principal do dia. Após horas dormindo, em jejum, o corpo precisa recarregar as energias para iniciar bem o novo dia. Confira os benefícios de um bom desjejum:

•Diminui o risco de infarto;


•Promove a longevidade;


•Melhora a capacidade mental. O hábito de tomar o desjejum contribui na aprendizagem, memória e bem-estar físico e mental de adultos e crianças. O cérebro bem alimentado funciona melhor.


•Auxilia no controle do peso. Comer bem pela manhã não engorda, pois o metabolismo do corpo melhora quando as células estão bem alimentadas. Sair de casa sem comer provoca falta de energia, geralmente compensada com estimulantes (café) e guloseimas ricas em calorias vazias, isto é, desprovidas de nutrientes. Não esqueça de praticar exercícios físicos regularmente.

Por que não começar o dia com um desjejum bem saudável?

Inclua frutas da época, mais acessíveis e saborosas. Varie ao longo da semana, pois cada uma tem suas propriedades nutricionais.

Aposte nos cereais integrais: trigo, aveia, milho, triguilho e arroz, na forma de pães, torradas, mingau e granola.

Use a criatividade! Os cereais integrais são ricos em fibras e promovem sensação de saciedade por mais tempo, além de melhorar o funcionamento dos intestinos, prevenir e controlar diabetes, doenças do coração e câncer.

“E se eu não sinto fome pela manhã?”

Muitos fazem do jantar a principal refeição pois não comem bem pela manhã. Dormem com o estômago cheio e não sentem fome ao acordar. Faça um jantar leve e cedo, cerca de três horas antes de dormir. Dica para o jantar: frutas com pão ou torrada integral, ou sopa de legumes.

“E se eu não tenho tempo de comer ao acordar?”

Comer menos no jantar vai lhe permitir dormir mais cedo e acordar mais cedo, para você tomar seu desjejum com tranquilidade.

Experimente essas dicas e desfrute de mais energia e bem-estar no seu dia-a-dia! E lembre-se: “...quer comais, quer bebais, ...fazei tudo para a glória de Deus!” I Cor. 10:31

De coração

 As mulheres estão se tornando mais vulneráveis `as doenças cardiovasculares, com risco praticamente igual ao dos homens.

 por Fernando Torres

 O coração delas já não é mais o mesmo. Na última década, as mulheres entraram para o grupo de risco das doenças coronarianas e o número de vítimas fatais já quase se equipara ao dos homens. São dois óbitos masculinos para um feminino, segundo a Asso...ciação Americana do Coração. “Doenças cardiovasculares são a principal causa de morte entre as mulheres, cinco vezes mais que o câncer de mama”, afirma o cardiologista Antônio Mansur, diretor da Unidade Clínica de Cardiopatia da Mulher do Instituto do Coração (InCor), em São Paulo (SP). Quais fatores estão contribuindo para esse quadro e o que as mulheres podem fazer para evitar que o problema se agrave?

Leia mais:De coração

Dicas para lidar com o estresse - Parte 3

  Por Djonny Becker de Andrade

  Pscicólogo


  Surge então a pergunta: Como controlar o estresse?

  Primeira dica: cuide da alimentação. Uma alimentação balanceada, com    boa reposição dos nutrientes necessários para o nosso corpo servirá de ajuda no combate do estresse. Comer verduras frutas, nozes, castanhas, cereais constituem bons repositores. Uma banana, por exemplo, ajuda o corpo a produzir a serotonina (neurotransmissor responsável pelo alegria, bem estar), pois contém o triptofano que se constitui como a matéria prima da serotonina.

Segunda dica: Procure a cada dia descansar e relaxar. O corpo precisa a cada dia momentos de descanso para se recuperar do estresse. É importante dormir o mais cedo possível pois quanto mais horas dormidas antes da meia noite, o organismo se recupera mais eficazmente. Um outro meio de descansar é a meditação. Separar um momento do dia para refletir sobre aspectos a serem melhorados e resolvidos na vida, serve como boa proteção ao estresse. A psicoterapia ajuda muito neste processo.

Terceira dica: Pratique exercícios físicos. O exercício também é um poderoso meio de descarregarmos as tensões do dia a dia e relaxarmos. O exercício ajuda o corpo na produção de substâncias que causa bem estar como a beta endorfina e serotonina.

Quarta dica: Enfrente ou se adapte ao problema. Mantenha uma atitude positiva perante a vida. Procure ver o lado bom das coisas. É importante tentar resolver o problema estressor ou tentar se adaptar a ele. Às vezes também é importante desviar intencionalmente de pensar em coisas perturbadoras servindo como uma defesa imediata (Holmes, 1997).

 
Referências Bibliográficas
 
LIPP, Marilda E. N.. Apostila: Inventário de Sintomas de Stress para Adultos de Lipp (ISSL). Itatiba:Casapsi, 2000.
HOLMES, David S.. Psicologia dos Transtornos Mentais. 2ed, Porto Alegre: Artmed, 1997.

As fases do estresse - Parte 2

Por Djonny Becker de Andrade

Psicólogo

 

Quando algum evento ou situação nos deixa estressados, a nossa parte física, emocional e social sofre alguns impactos que podemos chamar de fases. Dependendo da fase, isto pode ser extremamente prejudicial.

Segundo Marilda Lipp(2000), poderíamos dividir o estresse em quatro fases pelo menos:

Leia mais:As fases do estresse - Parte 2

Alimentos geneticamente modificados

Por Dr. Manfred Krusche

O que são alimentos geneticamente transformados ou transgênicos como são mais conhecidos? Deveriam ser objeto de preocupação em relação a saúde?

Leia mais:Alimentos geneticamente modificados

O grande vilão da depressão - Parte 1

Por Djonny Becker de Andrade

Psicólogo

 

Você sabe qual é o grande vilão da depressão? Ou podemos dizer, o que aparece, segundo as pesquisas, como sendo a primeira causa de depressão?

Já ouvi algumas respostas como: “Ah, é a ansiedade” ou “São as substâncias que usamos, como álcool, drogas, etc” ou “É a falta de motivação ou de confiança em Deus”. Essas são respostas que geralmente a maioria das pessoas dão.

Leia mais:O grande vilão da depressão - Parte 1

Você sente dores ao dirigir? Saiba como evitá-las

   Por Andrea Oliveira - Fisioterapeuta

Você sabia que a dor nas costas é uma das queixas mais comuns dos brasileiros?          

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), por conta do estilo de vida   da   população, 80% das pessoas têm, tiveram ou terão dor nas costas em algum momento da vida. Mas uma enquete com brasileiros revelou que esse número é ainda maior: 95% disseram que sentem dores nas costas.

Leia mais:Você sente dores ao dirigir? Saiba como evitá-las

7 alimentos e remédios caseiros que poderão salvar a sua vida

O que é de fato ter uma vida saudável? Como posso avaliar com precisão a minha própria qualidade de vida? Estas são algumas das perguntas que um número crescente de pessoas estão se perguntando ao testemunharem o aumento dos problemas de saúde no país, na forma de alergias, doenças auto-imune, problemas neurológicos, transtornos de desenvolvimento, e doenças crônicas. Mas as respostas para estas importante perguntas devem ser experimentadas para serem totalmente compreendidas, e a única maneira de experimentá-las é realmente vivê-las.

Aqui estão sete especiarias, alimentos e remédios caseiros que podem não só te ajudar a experimentar uma renovação de saúde dramática e perceptível, mas que podem também acabar salvando a sua vida no futuro:

Leia mais:7 alimentos e remédios caseiros que poderão salvar a sua vida

Artrose: exercício ou repouso?

Viva sem Dor!A artrose é uma doença degenerativa do tecido cartilaginoso que envolve o osso, o que provoca inflamação e dor. Por causa dessa dor, é comum a pessoa diminuir a utilização da articulação afetada. Isso piora o quadro, ao fazer com que os músculos e tendões atrofiem com o tempo, ficando ainda mais fracos.

Vale lembrar que músculos fortes e com uma boa elasticidade servem de amortecedores de forças externas, aliviando assim as articulações. Ai é que entram os exercícios. Pessoas com artrose que fazem exercícios físicos experimentam melhora da dor.

Leia mais:Artrose: exercício ou repouso?

Alimentos industrializados e a saúde integral

Em entrevista concedida a rede ASN TV, o Dr. Luiz Fernando Sella fala sobre os alimentos industrializados e o conceito de cuidado integral à saúde.

 

Corrida: você está preparado?

A corrida ganha cada vez mais adeptos e, com o aumento da sua popularidade, crescem também as incidências de lesões musculoesqueléticas. Os joelhos, pés, pernas, tornozelo e coluna são as áreas do corpo mais afetadas, de acordo com pesquisa realizada por professores e alunos do Programa de Mestrado em Fisioterapia da Universidade Cidade de São Paulo – UNICID, que teve como intuito descrever hábitos, características de treinamento, histórico de lesões e suas possíveis associações entre 200 corredores recreacionais.

Leia mais:Corrida: você está preparado?

Não deixe a ansiedade controlar você

A ansiedade tem atingido muitas pessoas ao longo dos anos, sendo o transtorno mental mais comum do século passado. O fato é que quando ficamos ansiosos, geralmente isto está relacionado com algo que está por vir, alguma expectativa que nos causa medo e temor. Isso nos tira a energia. Ficamos fatigados, tensos, apreensivos, entramos até em estado de pânico por tanto pensar naquela questão.1

Geralmente ficamos preocupados sobre alguma condenação que antecipamos, ficamos ruminando aquele assunto e por este motivo nesta fase ficamos distraídos. Tem pessoas que tem medo de um objeto, atividade ou situação específicos, como por exemplo medo aranha ou de estar em ambientes fechados.

Leia mais:Não deixe a ansiedade controlar você

Benefícios do Condicionamento Físico - Parte 2

Exercício físico

 

Vimos no artigo anterior alguns benefícios que o corpo tem quando se está bem condicionado. Agora veremos mais alguns para que você se sinta estimulado a começar hoje a praticar alguma atividade física.

Aumenta o número de capilares e vasos sanguíneos: os capilares são vasos do tamanho de fios de cabelo, cuja quantidade aumenta devido ao exercício e assim levam mais oxigênio e nutrientes às células e ajudam a retirar os resíduos nocivos ao corpo. Alguns autores acreditam que eles não aumentam, mas que estejam fechados e passam a abrir com o estímulo do exercício.

Leia mais:Benefícios do Condicionamento Físico - Parte 2

Sua casa: uma terapia de grupo gratuita

Vivemos numa época em que cada vez menos dependemos uns dos outros. A tendência é o isolamento ser cada vez mais forte. Isto nos traz algumas consequências como sensação de abandono, tristeza, angústia e falta do sentimento de pertencer.

Vida corrida e compromissos que nos distraem fazendo-nos não usar o tempo para os relacionamentos; internet que nos mantém conectados com outros e nos desconectam de quem está do nosso lado fisicamente; televisão que nos faz passivos diante da vida, são alguns dos itens que podem atrapalhar este contato com os outros.

Leia mais:Sua casa: uma terapia de grupo gratuita

10 dicas contra a Fibromialgia

O termo fibromialgia refere-se a uma condição dolorosa generalizada e crônica. É considerada uma síndrome porque engloba uma série de manifestações clínicas como dor, fadiga, indisposição e distúrbios do sono. No passado, pessoas que apresentavam dor generalizada e uma série de queixas mal definidas não eram levadas muito a sério. Por vezes problemas emocionais eram considerados como fator determinante desse quadro ou então um diagnóstico nebuloso de “fibrosite” era estabelecido. Isso porque se acreditava que houvesse o envolvimento de um processo inflamatório muscular, daí a terminação “ite”. 

Leia mais:10 dicas contra a Fibromialgia

Fibromialgia - Parte 2

Já dizia o pai da medicina: "Que o seu alimento seja o seu remédio, e o seu remédio seu alimento". Quem sofre de doenças crônicas, como a fibromialgia, precisa começar a colorir seu prato, ingerir mais fontes de proteína, ferro, cálcio e vitaminas do complexo B. Os remédios tomados para combater a dor costumam dificultar a absorção desses nutrientes. A carência dessas substâncias pode estar relacionada ao aumento do desconforto.

Leia mais:Fibromialgia - Parte 2

Você está aqui: Home ARTIGOS