x

Precisa de ajuda?

Precisa de ajuda? Clique aqui!

Qual é a ideia que você tem de quem vai à academia para levantar pesos? Acha que essa atividade é indicada apenas para fisiculturistas ou jovens que querem ficar fortes e bombados? Então, continue a leitura! Neste artigo, vamos explicar qual é a importância da musculação na terceira idade e por que tanto homens quanto mulheres deveriam praticá-la. Confira!

Como os músculos trabalham?

Você já parou para pensar no que acontece cada vez que realiza um movimento como agachar para pegar um objeto no chão, levantar o braço para alcançar um copo no armário ou segurar sacolas pesadas? Para isso, várias estruturas do corpo entram em ação, como os músculos esqueléticos, os tendões, as articulações e os ossos.

O processo funciona assim: para você levantar o antebraço, por exemplo, os músculos do braço se contraem (encurtam). Com isso, eles puxam para cima os tendões, que automaticamente elevam o antebraço, como é possível ver na imagem a seguir: movimento dos músculos

Os músculos esqueléticos, que são responsáveis por essas contrações e movimentos, são formados por fibras musculares. São células com o formato de tubos ou canudos, que são reunidos em uma espécie de feixe.

O que acontece quando a pessoa pratica musculação?

O treinamento de força, que no dia a dia chamamos de musculação, é a prática de utilizar pesos e equipamentos para gerar resistência aos músculos. Isso significa que a pessoa fará movimentos parecidos com os que realiza no dia a dia, mas segurando pesos que dificultam esses gestos.

Essa resistência ao movimento pode ser provocada por vários recursos: a força da gravidade, o peso do próprio corpo, halteres, barras, equipamentos, elásticos e molas. O fato é que, quando a pessoa realiza os gestos com essa dificuldade, as pequenas fibras dos músculos se rompem.

Mas se a musculação faz as fibras se romperem, isso significa que ela faz mal ao organismo? Não! Na verdade, essa lesão provocada de forma controlada obriga o corpo a realizar um processo de reconstrução. Com alimentação adequada e descanso, elas se reconstituem e ficam mais grossas, o que provoca o crescimento e fortalecimento do músculo.

Portanto, acontece uma sequência controlada de lesão — descanso — reconstrução — fortalecimento. Aos poucos, esse músculo se torna cada vez mais volumoso, aumentando sua capacidade para levantar pesos e superar essa resistência. Esse processo se chama hipertrofia.

Qual é a importância da musculação?

Mas talvez você esteja pensando: e seu eu não quiser ficar fortão ou fortona? Por que a musculação seria importante para mim? Mesmo que seu objetivo não seja esculpir o corpo, praticar essa atividade é fundamental para manter a mobilidade.

Naturalmente, se nós não nos exercitamos, as fibras musculares ficam cada vez mais finas. É o processo contrário da hipertrofia. Falamos que aconteceu uma perda da massa muscular, mas o nome correto é sarcopenia.

Por isso, depois de uma certa idade, a pessoa enfrenta uma dificuldade maior para realizar os movimentos. Sem força suficiente, os músculos sobrecarregam as articulações, o que contribui para o surgimento de dores.

Portanto, os exercícios de força são fundamentais para homens e mulheres adultos, mesmo na terceira idade. Eles contribuirão para manter a massa muscular, facilitar a realização dos movimentos, preservar a mobilidade e evitar problemas nas articulações.

Quais são os benefícios da musculação na terceira idade?

A prática da musculação na terceira idade traz uma série de benefícios. Como já vimos, ela promove o fortalecimento muscular. Porém, existem ainda outros motivos para começar seus treinos de força o mais rápido possível. Conheça os principais:

1. Fortalecimento de ligamentos, tendões e articulações

Além dos músculos, a prática de musculação na terceira idade fortalece ligamentos, tendões e articulações. Isso permite maior estabilidade e controle dos movimentos, além do alívio de dores articulares. Portanto, esse tipo de exercício permite que o idoso realize suas atividades diárias com maior segurança, o que contribui para sua autonomia.

2. Aumento da massa óssea

A musculação é responsável não só pelo aumento da massa muscular, mas contribui também para melhorar a densidade da massa óssea. Dessa forma, ela evita problemas como a osteoporose.

3. Redução de quedas e suas consequências

O fortalecimento muscular, dos ligamentos, tendões e articulações melhora o equilíbrio e a precisão dos movimentos. Devido a isso, o idoso tende a cair menos — um problema muito comum na terceira idade. Além disso, por fortalecer a massa óssea, mesmo que esses incidentes ocorram eventualmente, as fraturas se tornam mais raras.

4. Contribui para a manutenção do peso saudável

O tecido muscular é um dos que mais consome energia no organismo. Por isso, além do gasto calórico no momento do exercício, quem pratica musculação acelera o metabolismo e queima mais calorias até mesmo em repouso, o que facilita o emagrecimento.

Dessa forma, a musculação na terceira idade contribui duplamente para combater a obesidade. Esse benefício é importante tanto para a mobilidade quanto para evitar problemas de saúde. O coração, por exemplo, precisa realizar um esforço menor quando o corpo é magro. Por isso, ela é um fator de prevenção para as doenças que mais matam, que são as moléstias cardiovasculares.


5. Oportunidades de socialização

Para praticar musculação, a maioria dos idosos recorre a academias ou associações. Nesses lugares, eles encontram outras pessoas e têm a oportunidade de socializar. Conviver conversar, encontrar pontos de afinidade e oportunidades de entretenimento social  é um dos fatores importantes para o bem-estar na terceira idade e para a manutenção da cognição.

6. Alívio das dores

A musculação na terceira idade proporciona o alívio das dores por vários motivos. Um deles, como já afirmamos, é o fortalecimento muscular. Fica mais fácil realizar os movimentos e as articulações não são sobrecarregadas, o que é essencial para quem sofre com problemas como osteoartrite.

Além disso, por ser um exercício físico, a musculação estimula o corpo a produzir neurotransmissores poderosos. A endorfina, por exemplo, proporciona a sensação de bem-estar e funciona como um poderoso anestésico.

7. Controle da glicose

Pessoas que realizam treinos de força conseguem melhorar significativamente o controle da glicose. Os resultados da musculação são tão relevantes que costumam ser comparados aos dos medicamentos prescritos para indivíduos diabéticos.

Outros benefícios da musculação para idosos são o combate à insônia e depressão, melhora do humor, desaceleração do envelhecimento cognitivo e redução no surgimento de transtornos mentais. Enfim, só há benefícios em incluir essa atividade na sua agenda semanal. Ela é uma prática indispensável para quem quer adotar um estilo de vida saudável.

Entendeu a importância da musculação na terceira idade? Sua rotina de exercícios inclui o treino de força? Compartilhe este artigo com seus amigos e convide-os para formar um grupo de exercícios! Depois, conte a sua experiência nos comentários!