fbpx

Em um país onde metade da população está acima do peso ideal, é natural que aumentem as buscas de informações sobre dietas para emagrecer. No entanto, a verdade é que a maioria das pessoas que já restringiu a alimentação para eliminar gordura dificilmente escapa do efeito sanfona e pode ganhar até mais peso que tinha antes.

Nós sabemos que as promessas são tentadoras. As propagandas geralmente vinculam as dietas a nomes de celebridades e anunciam resultados animadores como “secar 3 quilos em uma semana”, “emagrecer até 10 quilos em um mês”, e assim por diante.

Porém, médicos e nutricionistas são unânimes em afirmar: dietas não funcionam. Dificilmente uma pessoa conseguirá manter o resultado a longo prazo. Além disso, a eliminação muito rápida e não saudável da gordura pode até mesmo colocar a saúde em risco.

Quer saber mais sobre as dietas e qual é a melhor estratégia de emagrecimento? Continue a leitura para saber mais!

Por que as dietas para emagrecer não funcionam?

Embora seja possível perder peso rapidamente por meio de dietas para emagrecer, a verdade é que elas podem colocar sua saúde em risco. Quem adere a esse tipo de proposta restringe a quantidade de alimentos consumidos, sem se preocupar com o equilíbrio nutricional.

Assim, quem busca a solução para chegar ao peso ideal por meio de uma dieta enfrenta os seguintes problemas:

1. Sofrimento devido à restrição nas quantidades

Em uma dieta, a pessoa não muda o que consome. Ela apenas altera o tamanho das porções ingeridas. Portanto, se a pessoa comia um prato enorme de macarrão branco com molho aos quatro queijos, ela continua comendo esse mesmo prato, mas se restringe a uma quantidade muito menor.

Como resultado, a pessoa passa fome a maior parte do tempo. O processo de emagrecimento se transforma em um sofrimento insustentável, o que dificulta sua manutenção por um período prolongado. É por isso que praticamente a metade dos indivíduos abandona as dietas rapidamente.

2. Carência nutricional

Na maioria das vezes, o excesso de peso é causado não só porque comemos muito, mas porque comemos errado. Isso significa que damos preferência a produtos com muitas calorias e, geralmente, baixo valor nutricional. Isso é o que acontece com os pães e massas refinados, doces, frituras etc.

Portanto, se nós mudamos a quantidade de alimentos ingeridos, mas não alteramos sua qualidade, nosso organismo sofrerá. Haverá carência de nutrientes, o que pode afetar diversas partes do nosso corpo.

Quais são as alternativas às dietas?

Existem duas outras estratégias efetivas e saudáveis para o emagrecimento. A seguir, vamos falar da reeducação alimentar e do estilo de vida.

Reeducação alimentar

Na reeducação, a pessoa aprende como manter uma alimentação saudável. O foco não é reduzir a quantidade ingerida, mas a qualidade de suas refeições.

Trata-se de um grande avanço em relação à dieta. Afinal, quando a pessoa aprende a comer os alimentos certos, ela não passa forme. É possível obter uma boa saciedade acrescentando muitos vegetais crus à sua refeição e ainda assim ocorre uma redução na quantidade de calorias.

Além disso, com um programa alimentar saudável, a pessoa não sofrerá carências nutricionais. Seu organismo terá todos os elementos necessários para funcionar bem, ter energia ao longo do dia e produzir novas células para a renovação dos tecidos do corpo.

Nesse sentido, a alimentação vegetariana é muito interessante. A pessoa consegue comer um volume considerável de alimentos, obtém todos os nutrientes que precisa e reduz a quantidade de calorias ingeridas. Esse é um dos motivos pelos quais nós utilizamos essa proposta gastronômica em nosso restaurante.

Reeducação do estilo de vida

A reeducação do estilo de vida é ainda mais abrangente que a reeducação alimentar. Nessa proposta, a pessoa não só aprende a montar um cardápio saudável, nutritivo e menos calórico. A mudança de hábitos envolve outras ações do dia a dia que interferem não só no ganho ou perda de peso, mas na saúde de forma geral.

Na reeducação do estilo de vida, as pessoas adotam outros hábitos saudáveis. Elas aprendem a tomar água regularmente, em quantidades generosas e nos horários adequados. Essa atitude tão simples já contribui para a eliminação da gordura, de diversas formas.

Também é importante dar adeus ao sedentarismo e inserir o movimento em sua rotina. Por isso, incentivamos tanto a prática de exercícios físicos como a incorporação de outras atividades ao longo do dia, como trocar o elevador pela escada, sair para passear com o cachorro, interromper a atividade sentada e realizar alguns agachamentos, entre outras possibilidades.

Outro hábito que as pessoas geralmente não imaginam que interfere na nossa relação com o peso é o sono. A falta de uma noite de descanso reparadora interfere no funcionamento do nosso organismo, incluindo na liberação de hormônios que regulam as sensações de saciedade e de fome.

Portanto, quem dorme pouco ou sofre de insônia pode passar o dia esfomeado e ingerir uma quantidade de alimentos maior que a necessária. Isso não acontece porque o corpo precisa de comida, mas porque existem hormônios em desequilíbrio.

Por todas essas razões, entendemos que a reeducação alimentar é necessária. Porém, se a pessoa optar por uma reeducação do estilo de vida, ela terá resultados ainda melhores, tanto para seu emagrecimento quanto para a saúde como um todo.

Como emagrecer de forma saudável?

A Dra. Abigail Ballone, nossa especialista em Medicina do Estilo de Vida, compartilhou conosco algumas das dicas que ela oferece aos seus pacientes. Ela propõe a troca de dietas para emagrecer pela adoção de princípios de saúde.

Dietas para emagrecer

A médica ainda destaca que existem alguns fatores que influenciam no ganho de peso ao longo da vida. Como exemplo, ela cita algumas doenças, o uso de determinados medicamentos ou mesmo a chegada a etapas específicas da vida, como o climatério.

No entanto, a Dra. Abigail destaca:

“Mesmo apesar desses fatores, podemos adquirir hábitos corretos, que estão de acordo com as leis de nosso corpo. Eles não só nos ajudarão a emagrecer, mas também nos trarão saúde e bem-estar”.

Quer saber quais são as dicas que ela compartilha com seus pacientes? Veja a seguir o que fazer para chegar ao peso certo de forma saudável e como montar um prato farol!

 

E então, entendeu por que as dietas para emagrecer não são uma boa ideia? Percebeu a diferença entre restrição na quantidade e as propostas de reeducação alimentar e do estilo de vida? Gostou das nossas dicas para eliminar gordura de forma saudável e duradoura?

Não perca tempo! Cadastre-se no Projeto 2020, abandone as dietas para emagrecer, adote uma estratégia saudável e convide seus amigos que também lutam com a balança a participarem desse movimento para atingir o peso ideal!

Emagreça com saúde